Estou em: Início / Preço, fotos e versões: saiba tudo do Chevrolet Sonic brasileiro

terça-feira, 29 maio, 2012 - 15:51

Preço, fotos e versões: saiba tudo do Chevrolet Sonic brasileiro

Hatchback e Sedan da Chevrolet apostam no câmbio automático como diferencial

A Chevrolet oficializou a chegada da linha Sonic ao mercado brasileiro. Em carrocerias hatch e sedã, o compacto desembarca importado da Coreia do Sul com algumas novidades. Em termos estéticos, está de acordo com a linguagem visual da marca da gravatinha dourada. Mecanicamente, traz um inédito 1.6 16v Ecotec Flex. Ele tem garantia de três anos, sem limite de quilometragem, e preços que partem de R$ 46.200.

No que diz respeito ao estilo, o Sonic apresenta um conjunto bastante moderno. Na dianteira, há dois destaques. O primeiro é a enorme grade frontal com barra horizontal na cor da carroceria, característica dos últimos Chevrolet. O outro é a concepção dos farois, sem uma “bolha” para proteger os canhões de luz, cada um com sua própria divisão.

Nas laterais, hatch e sedã começam a se diferenciar. Até a coluna B, são semelhantes em portas, colunas, repetidores nos para-lamas e retrovisores. Nas portas traseiras, o hatch traz maçaneta embutida, enquanto o sedã aposta em uma peça mais tradicional. O corte superior é mais curvo no três-volumes, acompanhando a linha do teto.

Na traseira, as diferenças típicas entre hatch e sedã se apresentam, como o terceiro volume saliente do segundo. No entanto, ambos apostam em soluções semelhantes, como placa de licenciamento na tampa do porta-malas e aerofólio integrado. O dois-volumes traz estilo mais esportivo, enquanto o irmão é mais contido, ainda que aposte em lanternas de desenho influenciado pelos círculos internos. O bagageiro leva 265 litros no hatch e 477 litros no sedã.

Por dentro, a dupla está alinhada às criações da Chevrolet. O quadro de instrumentos com velocímetro digital e visual que lembra motocicletas foi o inspirador do Cobalt. A iluminação azulada é vista desde a antiga S10 e o habitáculo em formato de “cockpit” surgiu com o Malibu atual, já substituído nos EUA.

Há soluções próprias, com os difusores em formato de turbina nas extremidades, mas muito do que se vê é inspirado em irmãos maiores, como o volante e console que lembra o Cruze. Os porta-objetos centrais, ao lado das saídas de ar, serão adotados em outros produtos, como a minivan Spin. O Sonic tem ainda uma entrada USB junto ao porta-luvas superior.

MOTOR

O bloco escolhido para o Sonic é o inédito 1.6 16v Ecotec com tecnologia bicombustível – lá fora ele já é adotado, mas consome somente gasolina. Ele possui cabeçote e cárter em alumínio e coletor de admissão e comando de válvulas variáveis (Dual CVVT), para admissão e escape. Assim, entrega 116 cv com gasolina e 120 cv com etanol, sempre a 6.000 rpm. O torque é de 15,8/16,3 kgfm a 4.000 rpm, com 90% da força disponíveis a 2.200 rpm.

No que diz respeito à transmissão, há duas caixas. A padrão é a manual, com cinco velocidades. Como opção, há a automática de seis relações, com trocas sequenciais por botão junto à alavanca, como no Captiva. Este câmbio possui ainda sensor de inclinação, modificando a atuação em subidas e descidas, e sistema que se adapta ao modo de condução do motorista.

VERSÕES

Os níveis de acabamento da linha Sonic são dois. O de entrada, LT, conta com ar condicionado, airbag duplo, direção hidráulica e freios antitravamento (ABS) com distribuição eletrônica (EBD). Há também computador de bordo, rodas de liga leve de 15 polegadas, desembaçador traseiro e vidros, travas e retrovisores elétricos.

A LTZ adiciona farois de neblina, rodas de liga leve de 16 polegadas com pneus 205/55 e sistema de som com comandos no volante. Há também descança braço central dianteiro, apliques cromados externos e internos e rede porta-objetos no porta-malas. Como opção, há transmissão automática, controle de velocidade (piloto automático) e bancos revestidos em couro.

MERCADO

Com três anos de garantia, sem limite de quilometragem, o Sonic é importado com seis opções de cor para a carroceria. São oferecidas a sólida branca Summit e as metálicas azul Bocaray (só hatch), cinza Urban, prata Switchblade, preta Carbon Flash e vermelha Flame.

Atuando no segmento de compactos premium, o Sonic disputará vendas com Citroën C3, Fiat Punto, Ford New Fiesta e Honda Fit. Já o Sonic Sedan será rival de Fiat Linea, Kia Cerato, Ford New Fiesta Sedan e Honda City, principalmente. Ele tem meta de vendas de 1.200 unidades por mês.

 

CHEVROLET SONIC

HATCH

LT – R$ 46.200

LTZ – R$ 48.700

LTZ AT – R$ 53.600

 

SEDAN

LT – R$ 49.100

LTZ – R$ 51.500

LTZ AT – R$ 56.100

 

 

Texto: Matheus Q. Pera

Veja mais notícias da seção

Images