Estou em: Início / Peugeot apresenta o 301, sucessor do 207 Passion

quinta-feira, 24 maio, 2012 - 14:51

Peugeot apresenta o 301, sucessor do 207 Passion

Sedã chega primeiramente ao Leste Europeu, mas deve desembarcar até 2014 no Brasil 

 

A Peugeot já confirmou a chegada do 208, recém-lançado na Europa, ao mercado brasileiro para 2013. Agora, revela no Velho Continente a variação sedã, chamada 301, que em breve também deve ser garantida por aqui. Na apresentação, a marca destacou que o três-volumes será focado em América Latina, África, Leste e Centro europeus e Golfo Pérsico. Suas vendas começam nos próximos meses.

Compartilhando plataforma com o 208, o 301 tem estilo próprio, seguindo as receitas de Renault Logan/Sandero, Nissan March/Versa e Fiat Palio/Grand Siena. A dianteira remete ao irmão hatch na grade, mas os farois são mais horizontais e o para-choque e o capô possuem contornos próprios.

As laterais também adotam estilo próprio, especialmente da coluna B para trás. Nas portas posteriores, o corte lembra o Chevrolet Cobalt, focando na acessibilidade. A larga coluna C não possui janelas. Já na traseira, de desenho limpo, as lanternas remetem ao 208, mas também têm contornos exclusivos. O resultado é um conjunto moderno, harmônico e com mais potencial de vendsa que o atual 207 Passion.

O habitáculo tem linhas modernas e um tanto arrojadas. O acabamento aparenta contar com materiais simples, mas bem montados. Notam-se itens como ar condicionado digital, sistema multimídia e transmissão automática, que variam de acordo com a versão. Entre os equipamentos, haverá também controle de estabilidade (ESP), freios antitravamento (ABS) e até quatro airbags.

Com 4,44 metros de comprimento, 301 tem porte similar similar aos de produtos já vendidos no País, como os citados Cobalt (4,48 m) e Versa (4,455 m). Seu entre-eixos tem 2,65 m, com 506 litros de porta-malas. Os modelos já vendidos aqui, seus principais rivais, têm entre 2,6 m (Versa) e 2,62 m (Cobalt) e 460 e 563 litros, respectivamente.

Na motorização, a leitura europeia terá três opções: um 1.2 a gasolina de 72 cv, o 1.6 16v de 115 cv e o 1.6 HDi (a diesel) de 92 cv. Produzida na planta espanhola de Vigo, ela chegará principalmente a Rússia, Ucrânia, Turquia e similares. A variação brasileira será destinada ao Mercosul, com blocos 1.4 8v e 1.6 16v, ambos flex, e câmbio automático opcional no mais potente, como lá fora.

MUDANÇA DE NOME

Previsto para o Salão de Paris, o 301 inaugura uma nova era de batismos na Peugeot. Após criar uma sequência que mostrava a evolução, a marca do leão destinará o final “8? a produtos novos para países de primeiro mundo. A terminação “1? será adotada em projetos para mercados emergentes, como é o caso deste sedã. Ele, aliás, se aproveita da linha “3?, que sempre destinou os médios, como o recém-chegado (ao Brasil) 308. Com este porte, é verdade, ele não fica distante de antigos médios da Pug.

Texto: Matheus Q. Pera

 

Veja mais notícias da seção

" class="clear-block block block-image_pager">

Images