Estou em: Início / Fiat reestiliza Stilo e oferece câmbio automatizado como opcional

quarta-feira, 23 janeiro, 2008 - 12:00

Fiat reestiliza Stilo e oferece câmbio automatizado como opcional

Hatch médio ganha retoques para enfrentar a forte concorrência

A Fiat apresentou hoje, 23, de manhã, em um evento voltado para profissionais do mundo automotivo de São Paulo, o reestilizado Stilo, que chega com uma importante novidade: a opção de transmissão automatizada. Os retoques feitos no hatch médio pela marca italiana são para deixá-lo atualizado diante da forte concorrência e para oferecer comodidade a quem procura um veículo com troca automática de marchas. As versões continuam as mesmas (Flex, Sporting e Abarth) e os motores não sofreram alterações.

O Stilo sofreu leves mudanças estéticas para enfrentar a concorrência. Na dianteira, o modelo recebeu nova grade, com duas barras horizontais e detalhes cromados (versões Flex e Abarth) ou vermelhos (Sporting), pára-choque reestilizado e o logotipo vermelho da Fiat. Os faróis auxiliares agora estão localizados na parte inferior do pára-choque, saindo do conjunto óptico dos faróis, como anteriormente. Na traseira, lanternas com nova disposição dos componentes, novos pára-choques com saídas de escape dulpa simuladas na parte inferior e o logo vermelho na tampa.

Nas laterais, as mudanças do Stilo acabaram por ser (ainda) mais tímidas do que no resto do veículo. Os retrovisores agora contam com os repetidores laterais, dando ar de veículo mais luxuoso (em peça semelhante à do Idea Adventure). Os formatos das portas e dos vidros foram mantidos, mas as rodas têm novo desenho. Elas medem 16 polegadas nas versões Flex e Abarth e 17" na Sporting. Por dentro, o Stilo ganhou a opção de revestimento de veludo, batizado de Menire, na versão Flex e couro mesclado com veludo Glamour para a topo-de-linha Abarth.

Entre as novidades de equipamento, a Sporting traz, de série, um aparelho de som capaz de ler arquivos em Mp3 e WMA, além de ter entrada USB e para iPod e Bluetooth integrado. Para reforçar o apelo esportivo, pensamento que direcionou esta versão do Stilo, há pedaleiras esportivas e um apóia-pé. Estes itens estão disponíveis apenas na versão com câmbio manual, segundo informações da própria montadora. Para todas as versões há um acabamento mais primoro para painel, portas e console.

A maior novidade do reestilizado Stilo diz respeito à transmissão. Agora há a opção de câmbio automatizado, batizado pela marca italiana de Dualogic. Desenvolvido pela Magnetti Mareli e conhecido por DFN em sua apresentação, o novo sistema permite trocas manuais seqüencias, mas também está apto a realizadas mudanças automaticamente, aumentando o conforto, embora as trocas não sejam tão suaves (como acontece no Meriva Easytronic). O câmbio Dualogic tem borboletas para troca das marchas (paddle-shift, utilizado nos monopostos da Fórmula 1 e no Honda Civic nacional) como opcional e está disponível apenas para o motor 1.8 (versões Flex e Sporting).

Falando em motores, eles continuam os mesmos. O conhecido 1,8 litro de 8 válvulas de origem Powertrain/GM bicombustível entrega a mesma potência e o mesmo torque de antes. São 112 cv e 17,8 kgfm quando abastecido com gasolina e 114 cv e 18,5 kgfm quando com álcool. Já o 2,4 litros de 20 válvulas e 5 cilindros é o mesmo que equipava o Marea e é movido apenas a gasolina. Este propulsor gera 167 cv e 22,8 kgfm.

Os equipamentos de série do Stilo, na versão 1.8 Flex, são ar-condicionado, direção com assistência elétrica, piloto automático e rodas de liga leve, entre outros. A Sporting, também equipada com o propulsor bicombustível, traz rodas de 17 polegadas, ar-condicionado digital dual zone e teto-solar panorâmico Sky Window. Ambas contam com o câmbio automatizado Dualogic como opcional. A Abarth, topo-de-linha vendida exclusivamente com o motor 2.4, traz air-bag duplo, controle de estabilidade ESP e sensores crepuscular, de estacionamento/obstáculo e de chuva.

Os preços não foram mencionados pela Fiat, mas estima-se que não haja alteração na tabela da marca. O modelo comercializado até a data de hoje tinha preços que partiam de R$ 51.720 (1.8 8v Flex), passavam por R$ 59.440 (1.8 8v Sporting) e chegavam até R$ 90.200 (2.4 20v Abarth), podendo atingir mais de R$ 100 mil em um modelo com todos os opcionais. A garantia oferecida pela Fiat é de um ano.

Como funciona o câmbio automatizado

Assim como o Easytronic da Chevrolet, o Dualogic é um câmbio automatizado. Ele não deveria ser chamado de robotizado por algumas publicações, pois não há qualquer ação de robôs em seu funcionamento. Trata-se de uma caixa que teve o comando manual trocado por um feito por uma central eletrônica. Este conjunto troca a marcha automaticamente e conta com a opção de trocas manuas seqüencias, sem uso de embreagem (ela também funciona de modo automatizado).

O funcionamento de um veículo equipado com este tipo de câmbio é muito parecido com um modelo de câmbio automático. Para que haja movimento, basta engatar a marcha na posição central e tirar o pé do freio (requisitado para dar partida no motor). Se o motorista preferir o modo manual, basta deslocar a alavanca para a esquerda, na posição "D/M", e fazer as trocas com apenas um toque: para frente diminui a marcha e para trás, aumenta. Há também a opção de borboletas (paddle-shift) atrás do volante, com a direita ("+") aumentando e a esquerda ("-") diminuindo.

Texto: Matheus Q. Pera

Veja mais notícias da seção

Images